Select your language

• Recifes profundos da APA Costa dos Corais e o potencial para ”deep refuge hypothesis” : análise da comunidade e peixes, corais e fisiologia dos organismos
Coordenador – Pedro Henrique Cipresso Pereira
Parceiros - Universidade Federal do Rio Grande ( FURG), Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e APA Costa dos Corais.

O presente projeto tem o objetivo pioneiro analisar e mapear os recifes profundos da APA Costa dos Corais. Os recifes profundos e mesofóticos são considerados atualmente uma área de “refugio” para a biodiversidade dos recifes rasos já altamente impactados. No entanto, pouco se sabe sobre estes ecossistemas e mais informação é necessário para incluir estas áreas em projetos e ações de manejo e conservação. O presente projeto vem analisando as comunidades de peixes, corais e a bioquímica dos organismos recifais comparando recifes rasos e profundos e assim discutindo os conceitos da ”deep refuge hypothesis” para os recifes brasileiros.


• Invasão do peixe-leão (lionfish) nos recifes brasileiros - Causa de emergência envolvendo pesquisa, comunidade local e operadoras de mergulho
Coordenador – Pedro Henrique Cipresso Pereira
Responsáveis - Daniel Lippi e Marcus Vinicius
Financiamento - Waitt Foundation e The Ocean Foundation
Link do Projeto

O peixe-leão (lionfish) é uma espécie nativa do Oceano Pacifico que se tornou a pior espécie invasora nos recifes de corais do Caribe. Esta espécie vem causando um grande desequilíbrio neste ecossistema, pois consome rapidamente invertebrados e larvas de outros peixes. Infelizmente, alguns indivíduos de peixe-leão já foram registrando em águas brasileiras e a invasão parece inevitável. Nesse contexto, medidas de manejo e gestão envolvendo pesquisadores, comunidade local e operadoras de mergulho devem ser iniciadas o quanto antes para evitar maiores problemas sociais, econômicos e ecológicos.


• Conservação de peixes papagaio ameaçados de extinção na APA Costa dos Corais através de pesquisa e ações com a comunidade local
Coordenador – Pedro Henrique Cipresso Pereira
Responsável - Marcus Vinicius
Financiamento - Mohamed bin Zayed Species Conservation Fund
Link do Projeto

O presente projeto visa garantir a preservação dos peixes papagaio do gênero Scarus usando pesquisa e ações com a comunidade local. Observações subaquáticas serão realizadas para determinar a distribuição espacial e temporal das espécies durante diferentes fases de vida. Além disso, observações com comportamento alimentar serão realizadas para melhor compreender o papel ecológico da espécie nos recifes de corais do Brasil. A comunidade local e os pecadores também serão peça chave na conservação da espécie. Através da documentação do conhecimento ecológico local (CEL) com pescadores visamos monitorar o status da população no estado e Pernambuco e entender a suposta evidente diminuição da quantidade de indivíduos observada recentemente. Também iremos promover ações de educação ambiental para garantir a preservação dos peixes papagaio do gênero Scarus.


• Zoneamento, conservação e pesquisa nos recifes de corais Brasileiros
Coordenador – Pedro Henrique Cipresso Pereira
Financiamento - Rufford Small Grants e Conservation Leadership Programme (CLP)
Link do Projeto [1]     Link do Projeto [2]

O presente projeto visa realizar ações ligadas ao zoneamento, conservação e pesquisa nos recifes de corais Brasileiros com ênfase na APA Costa dos Corais (APACC). Os principais objetivos são (1) implementação do zoneamento e fiscalização da área, (2) realização de monitoramento utilizando censo visual nos recifes de corais para acompanhar mudanças na estrutura da comunidade de peixes e corais, (3) capacitação e manutenção de agentes de campo (membros da comunidade local) no ecossistema recifal, (4) disseminar material e ações de educação ambiental na APACC visando aumento da consciência ambiental na comunidade local.


• Uso de Drones para monitoramento de ecossistemas recifais no Nordeste do Brasil
Coordenador – Pedro Henrique Cipresso Pereira
Financiamento - The Ocean Foundation
Parceiros - Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Grupo de Pesquisa em Antozoarios (GPA) e APA Costa dos Corais.

O presente projeto tem o objetivo pioneiro de utilizar Drones para pesquisa e monitoramento de ecossistemas recifais no Nordeste do Brasil, especificamente do litoral de Pernambuco e APA Costa dos Corais. Drones serão utlizados para analisar inicialmente a distribuição espaço-temporal de corais, especificamente das populações de Palythoa caribaoerum no litoral de Pernambuco, através do uso de nova metodologia não destrutiva, o Drone-Transect. Além disso, o projeto visa realizar uma calibração e descrever, pela primeira vez, uma metodologia de uso de Drones para análise da cobertura de corais.


• Uso de câmeras de alta definição (GoPro) para análise da comunidade de peixes

Câmeras GoPro estão sendo usadas para analise da comunidade de peixes associados ao coral de fogo Millepora spp. em Tamandaré. O comportamento das espécies associadas e os e processos de competição também estão sendo analisados através do uso de câmeras GoPro durante este projeto.

Além disso, com as novas câmeras doadas por um de nosso parceiros (Idea Wild - http://www.ideawild.org/) estamos iniciando um estudo para analisar no uso da ictiofauna no estuário do Rio Formoso (litoral Norte de Tamandaré). As câmeras serão colocadas periodicamente em diferentes áreas do estuário (na foz e próximo ao mangue) para correlacionar o use de espécies estuarinas e recifais em diferentes locais.



Câmera GoPro em ação sendo utilizada para analisar as espécies de peixes recifais associadas ao coral de fogo Millepora spp. nos recifes de corais de Tamandaré. (Foto – Isabela Leal).
Projeto Conservação Recifal